10.13.2012

As minhas tardes, parte dois

Estas, estas tardes.
Estas tardes são só minhas, sentia falta de coisas só minhas. 
Não me apetece falar de ti, não me apetece pensar que existes e respiras como eu. Não, já não é de ti.
Estas tardes são só minhas,  não permito que entres.
E a música, todas aquelas canções já não existem. Tenho uma minha, duas, mil. E são minhas.
Já não precisas de ouvir, não quero que ouças. Estás surdo para o mundo. Estás surdo para as minhas canções.


E eu, eu estou de amor com o Outono, e ele também é meu.







8 comentários:

  1. Adorei as suas tardes. E já agora, não acha que a música que conta (que canta...) é a que se ouve por dentro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhh, Maria sempre tão perspicaz! A música que conto, é a que preciso de cantar para poder ouvir lá dentro. Ainda que cante e continue a cantar, ouve-se muito mal lá dentro. Mal de mais até.

      Um beijo grande!

      Eliminar
  2. fotos cada vez melhores. quero é ver essa DianaF em acção. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro, obrigado! A Diana está em acção, estou a acabar um filme. Falta-me decidir onde revelar! E depois mostro :))

      Eliminar
    2. nada de ser um rolo a cores que depois aparece digitalizado a preto e branco, como o outro. :P
      fico à espera! :)

      Eliminar
  3. Suaves e amenas, como este início de Outono. Lindas!

    ResponderEliminar

Acerca de mim

A minha fotografia
O meu nome não é Rita Laranja. E gosto de tirar fotografias. amidnightinbuenosaires@gmail.com