5.04.2014

duas coisas: uma maravilha e as minhas Marias

Não me canso. Não me canso e nunca me hei-de de cansar deste paraíso. Não me canso de dizer como é bonito. Não me canso de olhar para este mar imenso de socalcos, para a serenidade deste rio, não me canso deste sentimento de pertença, de que tudo isto é um bocadinho meu e um bocadinho nosso. Não me canso deste orgulho de ter esta maravilha mesmo aqui ao meu lado.
Não me canso e nunca me hei-de cansar.


Entretanto, diz o calendário que hoje é o dia de todas as mães, da minha, da vossa, das mães da nossa vida. Como se fosse preciso alguém escrever isso num papel, como se todos os dias não fossem delas. Hoje falta-me uma das minhas mães, falta uma das minhas mulheres bonitas. Falta-me, como se nos falta o ar. E ainda que essa falta nunca mas nunca venha a ser compensada, a ti e às minhas Marias um xi-coração do tamanho do mundo, um obrigado infinito por serem as mulheres mais bonitas da minha vida. Celebremos as minhas Marias. Celebremos hoje e todos os dias.
 

A vocês, caríssimos,
um beijo e mil desculpas pelas ausências.



IMG_2266 IMG_2305 IMG_2282 IMG_2303 IMG_2270 IMG_2263 IMG_2315

6 comentários:

Acerca de mim

A minha fotografia
O meu nome não é Rita Laranja. E gosto de tirar fotografias. amidnightinbuenosaires@gmail.com