3.10.2014

digo-te olá, querido março

Agora com calma. Inspiro, expiro. Respiro.
Agora com calma, da minha varanda, digo-te olá querido março.
Seis, seis e pico, eu na minha varanda, este pequeno na árvore aqui da frente, a sua varanda de eleição talvez, a vida dos pássaros não me diz respeito. Espio um bocadinho, intrusa, metida, mirone, a vida dos pássaros não me diz respeito, ele está pronto para a fotografia, a luz é toda dele, não resisto.
Agora com calma, da minha varanda, seis, seis e pico, eu e este pequeno. Digo-te olá querido março.
Digo-te olá e tantas outras coisas, numa pequena conversa secreta, digo-te tudo digo-te sempre tudo, querido março.
Sê bonzinho, por favor.




IMG_1773 IMG_1775 IMG_1782 IMG_1781 IMG_1778 IMG_1772

5 comentários:

  1. A natureza enfeitada para nosso deleite. Espero que Março seja mesmo muito bom! Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Rita, desculpa, espias, felizmente não expias :)
    ex·pi·ar |eis| - Conjugar
    verbo transitivo
    1. Remir (culpas ou delitos) pelo cumprimento de pena ou penitência.
    2. Sofrer as consequências de.
    3. Purificar.
    4. Cumprir (a pena que reabilita).

    ResponderEliminar

Acerca de mim

A minha fotografia
O meu nome não é Rita Laranja. E gosto de tirar fotografias. amidnightinbuenosaires@gmail.com