12.21.2012

Sábias manhãs

Anda passar o fim do mundo comigo, anda.
Por breves instantes o mundo podia acabar ali, por breves instantes tudo podia parar. Por breves instantes fomos eu e tu, como sempre fomos. Tu e eu.
Amanheceu e o mundo não acabou, nada parou, e não somos mais eu e tu.

E manhãs sempre foram sábias.




Sem comentários:

Enviar um comentário

Acerca de mim

A minha fotografia
O meu nome não é Rita Laranja. E gosto de tirar fotografias. amidnightinbuenosaires@gmail.com