11.18.2012

O nosso conforto

Isto é uma história sobre conforto, o meu, o teu, o nosso...


Há um momento no dia em que procuramos o conforto. Naqueles minutos, queremos conforto. Desesperadamente o conforto.
Há coisas que nos confortam, pessoas que nos confortam, lugares, recantos, cores, há uma música que nos conforta sempre.
Procuramos desesperadamente o conforto. O aconchego de uma camisola de lã, o calor da lareira, o chá a fumegar, o frio às vezes consegue ser confortável. 
Nestes dias fico-me pela camisola de lã, a lã sabe a casa, a lã cheira a mãos hábeis e mestras, a lã consola almas e corações, a lã é bonita, a lã será sempre avó, as minhas e as vossas.
Entretanto, encontramos o conforto. O meu, o teu, o nosso.  




Procuro o conforto como procuro as tuas mãos, 
as tuas mãos são tremendamente confortáveis. 










3 comentários:

  1. Gostei muito das imagens. Especialmente da última.

    ResponderEliminar
  2. palavras sublimes (como gosto tanto do que escreves) e imagens lindas, lindas. Obrigada! ♥

    ResponderEliminar
  3. Palavras bonitas e fotografias acolhedoras.

    ResponderEliminar

Acerca de mim

A minha fotografia
O meu nome não é Rita Laranja. E gosto de tirar fotografias. amidnightinbuenosaires@gmail.com