11.11.2012

Cartas para escrever

Tenho cartas para escrever.
Tenho uma carta para te escrever.
Adio a carta hà dias, semanas, meses talvez. Mas tenho uma carta para te escrever. 
Uma folha de papel branca. Imaculada. Uma caneta que não borrata, mão esquerda a quanto obrigas. Uma imagem bonita. Mas já não é assim. Já não há imagens bonitas destas. Teclamos a tristeza, teclamos o amor, teclamos a saudade, a nossa vida em teclas. A minha e a tua. 
Continuo a ter que escrever uma carta, nada de obrigações. Tu podes esperar, eu não posso esperar. Ou se calhar podemos esperar os dois e não sabemos. Podemos?
Não, tenho uma carta para escrever. É para ti, e vai ser a mais bonita que te escrevi. Um adeus bonito, existiu alguma vez, um adeus bonito? 
Sempre gostei de dizer adeus, não xau nem até amanhã. Adeus é bonito, eu tenho uma carta para te escrever.


Dizes tu, queres que acredite?




1 comentário:

Acerca de mim

A minha fotografia
O meu nome não é Rita Laranja. E gosto de tirar fotografias. amidnightinbuenosaires@gmail.com