10.06.2012

Mexer

Se de repente, o relógio parasse? 
Se de repente, a ampulheta explodisse?
Com os ponteiros parados, não conseguimos mexer.
Com grãos de areia nos olhos, não conseguimos andar.
O importante é mexer, se nos mexermos os ponteiros trabalham, a areia sai. O mundo anda à roda, e também para trás e para e frente. Para frente, que seja para a frente.
No final, é tudo sobre mexer. Mexer os braços, mexer as pernas, mexer as mãos. Mexer, mexer e andar.


E isto também. E mexer, mexer.





2 comentários:

Acerca de mim

A minha fotografia
O meu nome não é Rita Laranja. E gosto de tirar fotografias. amidnightinbuenosaires@gmail.com